Festival Italiano de Nova Veneza terá mostra de cinema italiano

By on abril 20, 2018
DSC_0539

Agendado para 7 a 10 de junho, o 14º Festival Italiano de Nova Veneza oferecerá uma mostra de cinema italiano com longas-metragens contemporâneos. Os títulos serão cedidos pela Embaixada Italiana no Brasil, que a partir dessa edição passa a ser apoiadora oficial do evento

O anúncio foi feito feito pela chefe do departamento político e cultural da Embaixada da Itália no Brasil, Alessandra Crimi nesta terça-feira, 18 de abril, durante encontro com a presidente da Associação Veneziana Pró Festival Italiano (Afesti), Hermione Stival, e o vice-prefeito de Nova Veneza, Alessandro Stival, em Brasília.

Serão cinco filmes recém produzidos, todos legendados em português com entrada franca. A exibição será acontecerá no Centro Cultural “Pedro Peixoto, que foi o primeiro cinema da cidade, está restaurado, cuja reforma está sendo concluída este mês.

“Queremos imprimir cada vez mais consistência cultural ao evento para que ele, inclusive, seja um estímulo para os próprios descendentes preservar a herança de nossos antepassados. A mostra de cinema vem ao encontro de nossos objetivos”, agradeceu Hermione Stival, que também é descendente de imigrantes italianos.

Entre os títulos, estará Smetto quando voglio, de Sidney Sibilia, ou Para quando quero, na tradução para o português, uma comédia sobre pesquisadores universitários desempregados que criam uma droga lícita e se transformam em traficantes. Outro título será Fuocoammare, de Gianfranco Rosi, ou Fogo no Mar, título em português, um documentário sobre a vida na ilha italiana de Lampedusa. O local virou manchete mundial nos últimos anos por ser a porta de entrada de centenas de imigrantes refugiados de seus países de origem, principalmente da África e do Oriente Médio.

Na sequência, será apresentado Qualcosa di nuovo, de Cristina Comencini, ou Algo Novo em português, uma comédia romântica e um triângulo amoroso de suas quarentonas e um rapaz de 19 anos. Viva la libertà, de Roberto Andò, ou Viva a Liberdade, será outra comédia sobre os bastidores do governo italiano. Para fechar a mostra, será exibido La Mafia Uccide solo d’Estate, di PIF, que no português significa A mafia mata apenas no verão. Este, um drama policial sobre as influências da máfia.

Mais contribuições

Outra contribuição da Embaixada para a cidade será o apoio ao ensino do italiano, que atualmente está sendo ministrado nas escolas municipais. O órgão irá disponibilizar materiais didáticos e cursos para professores. “O Festival Italiano de Nova Veneza nos impressionou por sua atratividade e pela história da cidade. Queremos contribuir para fortalecê-lo”, disse.

Nova Veneza é um pedacinho da Itália no Brasil. Cerca de 60% dos moradores são descendentes de italianos, principais responsáveis pela formação do município no início do século XX. De acordo com a organização do evento, mais de 100 mil visitantes são esperados em Nova Veneza, que possui com cerca de 10 mil habitantes de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O evento gera cerca de 1500 postos de trabalho e movimenta toda a cadeia produtiva da região – onde predomina a agricultura familiar. São produtores de milho, tomate, hortaliças, gado, frango etc, a profissionais de setor de gastronomia, eventos, artistas, entre outros, todos se envolvem com o festival.

“Queremos que a cultura italiana extrapole através do turismo, que é um negócio sustentável e que tem gerado renda para milhares de pessoas em nossa cidade durante a festa”, havia pedido o vice-presidente da cidade, Alessandro Stival que também pediu a parceria da Embaixada para alcançar a parceria de empresas italianas e ampliar o Festival Italiano de Nova Veneza.

Na foto: Alessandra Crimi e Chiara Gentile, da Embaixada da Itália (nas extremidades) com Alessandro Stival e Hermione Stival, vice-prefeito de Nova Veneza e coordenadora do Festival Italiano de Nova Veneza, respectivamente

You must be logged in to post a comment Login