Goiás recebe encontro nacional do Geasseg

By on abril 24, 2014
ministra delaide miranda - divulgação
O Estado de Goiás recebe pela terceira vez o Grupo de Executivos dos Sindicatos de Empresas de Asseio e Segurança (Geasseg), realizado em parceria entre a Federação Nacional das Empresas de Serviços e Limpeza Ambiental (Febrac) e a Federação Nacional de Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist). Criado para ser um instrumento de incentivo à promoção de qualificação profissional e troca de experiências, o encontro vem conquistando avanços significativos nas metas traças visando o crescimento das entidades sindicais locais e nacionalmente. Em sua 25ª edição, o encontro nacional acontece entre os dias 24 (quinta-feira) e 26 (sábado) e tem como anfitriões o Sindicato das Empresas de Asseio, Conservação, Limpeza Urbana e Portaria (Seac-GO) e o Sindicato das Empresas de Segurança Privada (Sindesp-GO). Iniciando as atividades do 25º Geasseg na cidade de Pirenópolis, o advogado da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) e Confederação Nacional da Indústria (CNI), Rafael Lara, se junta à advogada e conselheira seccional da OAB-GO, Patrícia Miranda, para abordar questões judiciárias envolvidas na terceirização, lançando luz sobre o mercado de prestação de serviço em franca expansão. Especialista na área de desenvolvimento de pessoas, liderança e qualidade total com 30 anos de experiência, a psicóloga e mestre em Gestão da Qualidade pela Unicamp-SP, Magda de Paula, também falará aos membros do Geasseg. Com a palestra “É hora de mudar sua forma de pensar”, Magda, que também é escritora e diretora executiva da Explain Institute, pretende fornecer subsídios para que executivos, empresários e lideres classistas sejam capazes de rever ações e aprimorar processos para acompanhar as necessidades do mercado. Já na sexta-feira (25), o grupo chega a Goiânia para a apresentação da ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Delaíde Miranda. Trazendo à mesa o tema “Relacionamento do judiciário com as empresas do segmento de asseio e segurança – As dificuldades dos empresários com a Justiça do Trabalho”, a goiana nascida em Pontalina pretende discutir acerca dos obstáculos que os segmentos encontram na celebração de Convenções Coletivas de Trabalho (CCT). Ainda que um mecanismo com amparo legal, o CCT muitas vezes acaba ignorado pelo judiciário, gerando prejuízos para empresários e trabalhadores igualmente. Tendo em sua história de vida o trabalho como empregada doméstica para custeio de seu ensino superior, a ministra conhece a fundo o assunto que abordará a partir das 19h, no auditório dos sindicatos Seac-GO e Sindesp-GO. Delaíde Miranda Delaíde Miranda é ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) desde 1º de março de 2011. Antes de sua posse, a bacharel em Direito com pós-graduações em Direito e Processo do Trabalho pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e Magistério Superior, Docência Universitária, pela Pontifícia Universidade de Goiás (Puc-Go) exerceu advocacia trabalhista, assessoria e consultoria jurídica exclusivamente nas áreas de Direito Individual e Coletivo do Trabalho por 30 anos. Além disso, Delaíde presidiu o Instituto Goiano do Direito do Trabalho (IGT), dentre outras entidades, e foi a primeira presidente mulher da Associação Goiana de Advogados Trabalhistas de Goiás (Agatra). É ainda autora de vários artigos, matérias e obras jurídicas como “Trabalho Doméstico – Direitos e Deveres” e “Execução Trabalhista Célere e Eficiente – Um Sonho Possível”.

You must be logged in to post a comment Login