Jeans goiano faz sucesso dentro e fora do Brasil

By on novembro 5, 2018
15364001112018_Jean Darrot - Fotos Catálogo- Baixa-46

Estado possui mais de 2,5 mil confecções que produzem cerca de 60 milhões de peças de vestuário ao mês, deste total, 70% são roupas em jeans, produtos estes que já chegam a lojas nos Estados Unidos, Europa e em alguns países asiáticos. Itens feitos por aqui agregam tecnologia e muita criatividade

Além do agronegócio, uma outra vocação econômica de Goiás tem ficado evidente nos últimos anos: a indústria da confecção e moda. Segundo dados divulgados, em 2017, pelo Sindicato das Indústrias de Confecções de Roupas do Estado de Goiás (Sinroupas), o estado ocupa a 6ª posição no ranking nacional dos maiores produtores de vestuário. Ainda de acordo com a entidade, o jeans é o carro-chefe dessa produção. Segundo o Sinroupas, as confecções são a principal vocação econômica em mais de 20 municípios num raio de mais 300 quilômetros de distância da capital goiana.

Já segundo o Sindicato das Indústrias do Vestuário do Estado de Goiás (Sinvest), existem no Estado 2,5 mil indústrias de confecção habilitadas. Conforme o Sinvest, por mês, são cerca de 60 milhões de peças de vestuário produzidas, sendo que mais de 70% são jeans. As roupas produzidas aqui e que têm esse famoso tecido como base, especialmente as calças, já chegam a lojas nos Estados Unidos, Europa, países asiáticos, além de todas as regiões brasileiras.

De acordo com Lorena Darrot, diretora de criação e estilo da Jean Darrot – marca goiana especializada em jeans – a alta qualidade da matéria-prima, dos processos de confecção e a criatividade são os destaques que fazem das peças produzidas em Goiás um sucesso dentro e fora do País.

Para a executiva, esse alto nível de qualidade do jeans goiano tem muito a vez com a forte concorrência de produção que existe no Estado. “Por aqui existem pequenas, médias e grandes confecções sempre criando. Com isso, para fazer a diferença e ganhar destaque preciso sim investir em tecnologia, design, matéria-prima, estar sempre atento às novas tendência”, frisa Lorena.

Para fazer essa diferença no mercado do jeans, a diretora de criação e estilo da Jean Darrot conta que a empresa, nos últimos 10 anos investiu forte na implantação de um novo parque industrial e também em aprimoramento de mão de obra. De acordo com Lorena Darrot, para as quase dua

s mil peças que são produzidas diariamente, na fábrica da marca que fica na cidade de Trindade (Região Metropolitana de Goiânia), há uma mistura do trabalho artesanal com a tecnologia. “Cada mancha, rasgo, desgaste ou desbotamento feito no jeans é realizado de forma minuciosa e sob a orientação de nossos estilistas”, conta a executiva.

Lavanderia

De acordo com um dos estilistas da grife, Emannoel Moraes, que é especialista em jeans, as peças produzidas em Goiás trazem diferenciais que dizem respeito a textura, aplicações e tintura. “O estado é referência nacional neste trabalho de beneficiamento e customização do jeans, principalmente no que diz respeito aos processos de lavanderia”, afirma. Segundo Emannoel, modernos processos de lavagens transformam totalmente o tradicional denim (fibra que é a base do jeans), que antigamente chegava ao consumidor final liso, carregado de goma e sem nenhum desbotamento.

O estilista da Jean Darrot revela que a verdadeira mágica do jeans acontece no setor da lavanderia da indústria. “Atualmente, existem diversos tipos de lavagens, cada uma servindo para um propósito e visando chegar a um tipo específico de tratamento do tecido. Hoje, as lavanderias industriais são grandes laboratórios de tendências em moda jeans”, explica.

Há cerca de 10 anos, a fábrica abriu uma unidade especializada de lavagem e, desde então, investe em tecnologia de ponta para esse processo. No total, 480 pessoas trabalham para chegar ao resultado final planejado pelos estilistas. Porém, Emannoel revela que alguns efeitos que só são alcançados por processos manuais mesmo. “Até chegar à loja, uma única peça passa por quase de dez processos. São profissionais dedicados a executar rasgos, amassados, lixados, tingimentos e outras intervenções no pano que dão o ar surrado para a calça ou sofisticado”, diz ao acrescentar que trabalhos como aplicações de pedrarias e alguns tipos de lixados são feitos exclusivamente de forma manual.

You must be logged in to post a comment Login