Saques de contas inativas do FGTS são liberados a partir desta sexta-feira

By on março 10, 2017
unnamed (1)

Presidente do Sescon Goiás destaca vantagens em sacar os recursos depositados

Neste ano, o governo federal anunciou a liberação do saque total das contas inativas do FGTS. Segundo estimativa do governo, há cerca de dez milhões de contas que se adequam à essa determinação.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, mais de 30,2 milhões de trabalhadores têm direito ao saque do saldo das contas inativas do FGTS. Podem sacar os trabalhadores com carteira assinada que, em um ou mais contratos de trabalho, pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até 31 de dezembro de 2015. Segundo balanço do FGTS, o saldo total das contas inativas chega a R$ 40 bilhões.

De acordo com cronograma da Caixa Econômica Federal, poderão efetuar o saque entre os dias 10 de março e 7 de abril os trabalhadores que comemoram aniversário nos meses de janeiro e fevereiro. O trabalhador que perder esse prazo, só poderá sacar o valor depositado quando se aposentar, comprar moradia própria ou se enquadrar nas outras possibilidade de saque previstas nas regras do fundo – como ser morador de região afetada por catástrofe natural, por exemplo.

Mesmo tendo direito, muitos cidadãos ficam em dúvida se devem retirar ou não o saldo disponível. Segundo o presidente do Sescon Goiás, Francisco Lopes, ainda que o trabalhador não queira investir ou comprar novos bens com o valor a que tem direito, continua sendo interessante sacar o saldo das contas inativas do FGTS. Isso porque o rendimento do fundo de garantia é considerado um dos mais baixos em comparação com outras aplicações financeiras.

“Recomendamos o saque porque ele pode ser usado para quitar ou abater dívidas com juros altos ou para o investimento em opções que gerem maiores ganhos, como fundos de investimentos, títulos públicos e privados e poupança, por exemplo”, destaca Francisco.

You must be logged in to post a comment Login